Imprensa internacional ignora Alckmin e Bolsonaro e foca em Lula


O único veículo em que Bolsonaro ganhou maior destaque no exterior, no fim de semana eleitoral, foi na home da direitista FoxNews: “Candidato de direita do Brasil escolhe general como companheiro de chapa”. De resto, a cobertura se voltou para Lula até no agregador direitista Drudge Report.

No enunciado na home do New York Times, chamando para reportagem de Shasta Darlington, com quatro fotos e entrevistas com Fernando Haddad e Gleisi Hoffmann: “Enquanto Lula permanece na cadeia, partido o indica para presidente”.

O texto descreve as máscaras e os gritos de “I am Lula!” na convenção do PT. Também o show “Free Lula” no Rio, “onde alguns dos músicos mais populares do país cantaram baladas desafiadoras escritas durante a ditadura militar”, e o recente apoio de “líderes esquerdistas” como o americano Bernie Sanders.

Por jornais como o francês Le Monde e o inglês The Guardian, a cobertura das convenções partidárias no Brasil também foi por aí, com títulos como “Ainda na Prisão, Lula é indicado para a eleição presidencial no Brasil”.

Dois dias antes do anúncio da candidatura, o ex-presidente surgiu ainda em entrevista ao italiano La Repubblica, com enunciado entre aspas: “Eu me candidato mesmo da prisão e você vai ver que o Brasil vai renascer comigo”.

Com informações da Folha de S. Paulo.



ATENÇÃO!! Os comentários aqui expressos não representam a opinião deste portal de notícias. A responsabilidade é inteiramente do autor da mensagem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *